BRK Ambiental investe no uso de drones para continuar a avançar em esgotamento sanitário

04.07.2019

 

A BRK Ambiental, concessionária responsável pelo esgotamento sanitário de Mauá, deverá investir na utilização de drones para ampliar ainda mais os indicadores de cobertura do serviço de tratamento de esgoto para toda a população da cidade de Mauá. O método foi utilizado recentemente pela primeira vez, para a realização de um mapeamento topográfico de um terreno na Avenida Queiroz Pedroso, no Jardim Pedroso, onde ocorreu o rompimento de uma galeria de águas pluviais. O incidente tem gerado o acúmulo de esgoto na área, o que tem incomodado os vizinhos do terreno.

 

Segundo a concessionária, por meio do drone é possível realizar o levantamento aéreo topográfico das áreas e elaborar uma planta georreferenciada, considerando todos os ângulos e limites do terreno, o que se torna uma opção mais eficiente em comparaçãoao método tradicional de avaliação. Ainda de acordo com a BRK Ambiental, o uso deste equipamento permite a cobertura de áreas amplas e de difícil acesso, garantindo um nível de detalhamento altamente preciso, com melhores análises geotécnicas, mais atualizadas e com maior qualidade dos dados obtidos.

 

Atualmente, a ferramenta é uma opção eficaz no mapeamento rápido e assertivo, como no caso da rua Queiroz Pedroso, onde o procedimento foi utilizado como parte do projeto de interligação das redes de esgoto do local e que a empresa prevê iniciar as obras o mais breve possível. Por se tratar de uma grande área coberta por vegetação nativa, com um solo arenoso, o levantamento aero topográfico permitiu preservar os recursos, a estabilidade geológica e a biodiversidade do terreno, além de proporcionarmaior segurança às equipes, pois não foi necessário percorrer a área.

 

 “A BRK Ambiental tem o compromisso de aprimorar as suas ações para garantir a qualidade dos serviços prestados em Mauá. Para isso, a empresa busca constantemente tecnologias inovadoras e equipamentos para ampliar os indicadores de cobertura do esgotamento sanitário”, Cleber Renato Virgínio da Silva, diretor de Contrato em Mauá.

 

Todos os trabalhos com drones são realizados com as devidas autorizações da Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC, que regulamenta a utilização dos equipamentos de forma segura no espaço aéreo.

Please reload

Últimas Notícias
Please reload