Rogério Lopes reafirma sua pré-candidatura a vereador em Mauá

04.07.2019

 

Rogério Lopes, chefe da gerência de Zoonoses de Mauá e presidente do Instituto Apoio Brasil e da Acaapesp (Associação dos Consultores, Assessores e Articuladores do Estado de São Paulo), reafirmou sua disposição a pré-candidatura a vereador pela cidade de Mauá nas eleições de 2020.

 

"Tenho em mente um único pensamento... Amo esta cidade e preciso ajudar as pessoas. É só o que irei levar desta vida", disse Lopes, que vem se destacando como grande articulador nas questões sociais envolvendo animais, uma de suas paixões, bem no trabalho que auxilia a busca de pessoas desaparecidas.

 

"É necessário que as questões que envolvam animais, sejam eles domésticos ou silvestres, sejam revistas. Além da aprovação de algumas leis e modificações em outras, precisamos buscar recursos junto a empresas privadas, oferecer contrapartida a empresas prestadoras de serviços de nossa cidade, ter bom trâmite na busca de emendas parlamentares e pensar em ações efetivas que nos favoreçam na condução desta causa. Precisamos nos empenhar ao máximo para resolver esta questão. Os animais merecem respeito e vou atrás disso porque em qualquer iniciativa é necessário ter traquejo político também com cidades vizinhas. Costumo dizer que os animais, os moradores de rua e as pessoas desaparecidas não têm fronteiras. Uma boa ação em uma cidade deve ser seguida por todas. E eu vou pra cima", afirmou.

 

Já referente ao tema pessoas desaparecidas, Rogério tem um projeto que envolve, além da criação do dia da consciência da pessoa desaparecida, ações que disseminem a comunicação em massa desta informação.

 

“Pretendo criar o dia da pessoa desaparecida e semana de conscientização e cuidados que devemos ter para evitar o risco de passarmos por este tipo de situação com nossos entes queridos. Isso inclui palestras, lei da busca imediata - que é lei e deve ser amplamente divulgada - além da divulgação de imagens dessas pessoas em ônibus, unidades de saúde, shoppings e outros locais que facilitem a fixação da imagem. No Brasil, oito pessoas desaparecem por hora. A dor de ter um ente querido desaparecido é pior que a morte e vou levantar esta bandeira pelo Instituto Apoio Brasil, da qual sou presidente, em parceria com as Mães da Sé, que é nossa parceira a nível estadual”, encerrou.

 

Please reload

Últimas Notícias
Please reload